sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Como seriam se nossas impressões “saíssem” do papel?

Sabemos que existem gráficos, filmes, áudio e outras tecnologias tridimensionais, mas agora chegou à vez das impressoras 3D, equipamentos que permitem imprimirmos praticamente "qualquer coisa" em apenas algumas horas.

Quando falamos em "imprimir" , não nos referimos a uma imagem que pode ser visualizada em três dimensões no papel, mas sim a um objeto realmente construído em 3D, como engrenagens, bonecos de brinquedo, capas para celulares, maquetes.

O equipamento não é novidade para as grandes indústrias, que já o utilizam na fase de prototipagem há algum tempo, mas é para o consumidor final que está acontecendo uma revolução.

Devido ao fato de que toda nova tecnologia em seu lançamento tende a ser veiculada com um valor alto, sendo assim inacessível a grande maioria dos consumidores. Porém após certo tempo de experiência no mercado está mesma tecnologia tende a sofrer uma queda em seu valor anunciado anteriormente, favorecendo assim ao consumidor final.

Podemos concluir que dentro de poucos anos sua casa virará uma “fábrica”, limitada apenas a sua habilidade e imaginação. À seguir um video de uma matéria realizada pelo jornal da globo na coluna conecte em 23/07/09 sobre as impressoras tridimensionais.

video

Existem várias companhias pelo mundo que oferecem esses equipamentos, cada qual utilizando seus próprios métodos para a fabricação tanto dessa tecnologia quanto da impressora.

Nomes de algumas companhias: Objet, Unique, Dimension, Desktop Factory, Fabjectory.

Dentre essas, destacaremos a Dimension, uma companhia que carrega em seu slogan a mensagem de que é a número um, pois foca principalmente em soluções empresarias e comerciais de médio a grande porte. É voltada para engenheiros pois ela pega seu arquivo CAD e já o imprime em 3D além de possuir uma saída de alta precisão.

O site printer3d.com.br usa a seguinte expressão para fazer a propaganda das impressoras Dimension 3D:

"As impressoras Dimension 3D não requerem ambientes especiais e podem ser utilizadas em ambientes de escritório. Com ela você pode criar modelos totalmente funcionais direto do seu projeto CAD. O material utilizado (plástico ABS) ainda pode receber um acabamento e ser pintado. E isso é apenas o começo:"

Caros leitores, diante do exposto, podemos concluir que a tecnologia é e sempre será uma ferramenta indispensável para realizarmos as diversas tarefas encontradas em nosso ambiente profissional e em todo nosso cotidiano.

Devemos ressaltar ainda, que ao imprimirmos nossos projetos CAD poderemos saber realmente como eles ficariam quando saíssem do papel, logicamente que esses modelos serão apenas projetos esboçados em miniaturas, pois seria algo cômico se tentássemos imprimir uma casa em tamanho real.

Leia mais, disponível em: tecmundo.com/impressora3D

sábado, 3 de setembro de 2011

Escolhendo um terreno...

     Geralmente a maioria das pessoas, por falta de informação, compram sem saber as exigências do tipo qual construção é permitida e se é possível construir. 
      Nem todos os loteamentos da cidade podem ser edificados projetos para comércio, alguns até admitem construções residenciais e comerciais. Sendo assim, é muito importante observar antes de comprar o terreno.
      Analise as dicas abaixo:


  • Posição do terreno
          A localização do terreno em relação ao sol é um fator importante para o melhor aquecimento da casa. O mais adequado seria se ele fosse de frente ao lado norte, em que o sol se põe do lado oeste e nasce do lado leste.
  • Galerias de águas pluviais
          Pesquise se o terreno não passa por galerias de águas pluviais, pois não é permitido construir sobre elas e  também por causar depreciação no valor do imóvel.

  • Desníveis do solo 
          Preste atenção quando o terreno tiver uma inclinação de 1 metro a cada 10 metros, caso positivo procure um profissional. Por ele, será adotada a melhor forma possível para que se tomem cuidados com a impermebialização e drenagem.
             Perceba se o nível do terreno é menor do que o da rua, caso positivo aterrar seria uma possibilidade para evitar que a água da chuva entre na sua casa.

  • Verifique ao seu redor
          Muito importante que se verifique as imediações da sua obra, como as casas vizinhas e o acabamento utilizado. Analise a distância de comércios, aeroportos e indústria por propiciar muitos ruídos ou por hospitais, posto de saúde por ser extremamente o contrário. 
          Caso sua construção fique entre dois prédios, não construa uma casa térrea porque não possibilitará a luz do sol em nenhum horário.

  • Largura da casa
         Quanto maior a largura da edificação, mehor será a iluminação e ventilação da mesma.

  • Serviços de infra-estrutura
         Observe os serviços de infra estrutura presentes no local, tais como: redes de água potável e esgoto, eletricidade, telefonia e pavimentação.

  • Residência ou comércio ?
          Terrenos de esquina são indicados para projetos comerciais, pois os recuos em relação à projetos residenciais pode inviablizar.

          Depois dessas dicas, você terá que verificar os recuos laterais e frontais, taxa de ocupação e de impermeabilização junto com a prefeitura e um profissional da área. Eles esclareçeram as dúvidas futuras em relação aos documentos antes de iniciar a obra em conformidade com o plano diretor da sua cidade.

             Assim, fica mais fácil para construir.  ;D